Como criar um aplicativo para Android

Como criar um aplicativo para Android

Teve aquela ideia genial de aplicativo que vai te deixar rico? Ou então está apenas tentando alavancar a carreira e entrar para o mercado que mais cresce na atualidade?

Vou mostrar o que é necessário para começar, e tentar dar a direção para você descobrir como criar um aplicativo para Android, seja você um programador ou não.

Números

Não há dúvidas que os smartphones representam uma das maiores revoluções tecnológicas da história. Segundo dados da eMarketer, ao final de 2014 1.6 bilhão de pessoas possuíam um smartphone. Dentre esses, 38.8 milhões estão no Brasil, que ocupa o sexto lugar no ranking mundial.

A tendência é de crescimento desses números nos próximos anos. Segundo projeções da eMarketer, mais de 2 bilhões de pessoas no mundo terão um smartphone em 2016, o Brasil deve se manter em sexto lugar com 71.9 milhões de usuários. Nesta matéria a Exame lista 14 números que mostram a veloz popularização dos smartphones .

Em meio a todo esse crescimento surgem diversas histórias de empresas que começaram como simples aplicativos para smartphones, e acabaram se tornando negócios bilionários. Todas essas histórias acabam atraindo cada vez mais atenção, e aumentando o interesse em desenvolvimento de aplicativos móveis.

No Brasil, 90% dos smartphones rodam com o sistema operacional Android. Portanto, pensando no mercado nacional, a escolha que atrairá um maior potencial de alcance de usuários, é a de desenvolver para o sistema operacional da Google.

Mas afinal, como criar um aplicativo para Android?

Para quem não sabe programar

Não Programador

A criação de um aplicativo é feita através do desenvolvimento de um software específico para o sistema desejado (Android, Windows Phone, iOS etc), porém, mesmo que você não tenha nenhum conhecimento de como desenvolver software, você ainda pode criar um aplicativo por conta própria.

Ferramentas como o AppMkr permitem criar um aplicativo mobile através de uma interface simplificada, apenas arrastando e soltando os componentes desejados para o seu app.

As vantagens dessa abordagem são a velocidade e a facilidade, é possível desenvolver um aplicativo em algumas horas mesmo sem conhecimento algum em programação. A desvantagem é que a gama de recursos oferecidas pela plataforma acaba sendo limitada, ou seja, seu aplicativo não poderá oferecer tudo que o Android disponibiliza.

Mas ainda assim essa é uma excelente opção para criar um aplicativo para você ou sua empresa, estão disponíveis uma série de recursos interessantes, como álbum de fotos, chat, criação de cardápios, calendários, entre outros.

O blog AppTuts lista aqui 10 excelentes plataformas para criar aplicativos móveis , vale a pena dar uma conferida, analisar cada uma delas e ver qual se encaixa melhor nas suas necessidades.

Para quem sabe programar

Programador

Para quem sabe programar a lista de opções aumenta. Além das ferramentas listadas no tópico anterior, você pode desenvolver por conta própria uma Web App, uma aplicação nativa, ou uma aplicação híbrida.

Uma Web App é uma aplicação que utiliza apenas os recursos de uma Web Page, ou seja, é como se fosse um site desenvolvido especialmente para rodar no celular, é feita utilizando-se HTML5 + Javascript, a principal vantagem dessa abordagem é que as Web Apps são multiplataforma.

Uma aplicação nativa é desenvolvida especialmente para a plataforma de destino (Android, iOS, WP), logo dispõe de todos os recursos oferecidos pelo sistema, além de ter um desempenho superior. É a melhor opção para quem quer explorar o máximo de recursos possíveis para o aplicativo.

Uma aplicação híbrida é gerada tentando obter o melhor das duas abordagens acima, ela não possui todos os recursos que uma app nativa tem, mas possui mais recursos do que uma Web App. Neste artigo você pode encontrar mais detalhes sobre as diferenças entre as três abordagens mencionadas.

Desenvolvimento de aplicações nativas para Android

Então, meu interesse é desenvolver aplicações nativas para Android, do que eu preciso?

1. Conhecimentos em Java

Logo Java

O desenvolvimento nativo para Android atualmente é feito em Java, então para desenvolver para o robozinho é necessário que você tenha pelo menos um conhecimento intermediário na linguagem. Conhecimentos de herança entre classes, métodos de acesso, interfaces entre outros são essenciais para poder se virar em meio ao SDK do Android.

Obviamente você pode fazer muita coisa às cegas, só acompanhando aulas e livros, mas para poder entender o que realmente está acontecendo, é necessário conhecer alguma coisa de Java ;) .

Se o seu conhecimento é zero de Java, não tem problema, Java é a linguagem de programação mais utilizada da atualidade, então é muito fácil encontrar material. Vou citar aqui algumas fontes que eu recomendo:

Caelum
Logo Caelum

A Caelum é referência na área de cursos de programação, as aulas e materiais deles são excelentes, e o melhor, alguns deles são gratuitos :D . Para quem tiver grana, e quiser se aprofundar mais, eles possuem uma plataforma de cursos online chamada Alura, onde você paga o valor uma única vez, e tem acesso a todos os cursos disponíveis.

Mas para o nosso caso, que queremos apenas alguns conhecimentos de Java, a minha recomendação é a apostila Java e Orientação a Objetos. A apostila é completamente gratuita, possui um conteúdo excelente, além de muitos exercícios. Com o conhecimento adquirido por ela já dá pra se virar no universo Android tranquilamente.

GUJ
Logo GUJ

O GUJ, na minha opinião, é o melhor fórum de de Java nacional. Atualmente, além do forum de discussões, o site possui uma plataforma de perguntas e respostas, semelhante ao Stack Overflow ela pode ser acessada neste link.

Java – Como Programar
Java - Como Programar 8ª edição

Considerado por muitos (inclusive por mim) a bíblia do programador Java, o livro Java – Como Programar do Deitel, é um livro excelente para se obter desde os conhecimentos mais básicos até os mais avançados na linguagem. O preço é meio salgado, mas é um excelente investimento para qualquer pessoa que pretenda trabalhar com Java. É um excelente livro de referência.

Além de todos os materiais citados, aqui mesmo no blog eu vou postar regularmente conteúdo de Java, dicas, tutoriais, e gradativamente vou montando um curso da linguagem. Portanto quem tiver interesse em aprender Java, acompanhe o blog que em breve terá muita coisa disponível :) .

Finalizadas as questões relacionadas à Java, vamos ao próximo requisito para quem quer desenvolver para Android.

2. Android Studio

Logo Android Studio

O Android Studio é a IDE oficial utilizada para desenvolvimento de aplicações para Android, ela é baseada na IntelliJ IDEA que é uma das IDEs Java mais populares da atualidade.

O download da IDE pode ser feito neste link, o processo de instalação é bem tranquilo, no Windows é o tradicional next > next > next, e no Linux basta descompactar o arquivo baixado e rodar.

O Android Studio traz alguns outros requisitos por tabela, de software o único necessário é o JDK, se você já desenvolve em Java então provavelmente já tem ele instalado na sua máquina, além disso existem alguns requisitos de hardware que podem ser conferidos aqui.

Primeiro App

Se você possui os requisitos mencionados, parabéns, você está apto a criar a sua primeira aplicação para Android. O processo de criação do projeto, e configuração de uma aplicação básico é bem simples, neste artigo eu apresento um Tutorial de Android Studio, mostrando como configurar, criar o primeiro projeto, e como executa-lo. Vale a pena conferir ;) .

Próximos passos

Todas as pessoas que eu conheço que desistiram de desenvolver apps para Android, desistiram antes ou logo depois do Hello World. Os primeiros passos são sempre os mais difíceis, mas depois que engrena é difícil parar ;) .

Se você tiver condições de fazer algum curso, comprar livros, excelente, mas caso não tenha não tem problema, é perfeitamente possível ingressar no mundo do desenvolvimento Android e aprender “sozinho”.

Existe material gratuito de sobra na Web, lembre-se Google e StackOverflow são seus amigos :P .

Eu sou adepto da teoria de que a melhor forma de aprender a programar, é programando. Então mão na massa, e pintando os bugs, Google neles :D .

Criei a aplicação, e agora?

Próximo Passo

Uma vez que a aplicação foi criada, o passo final é a publicação na Google Play.

Para isso é necessário registrar uma conta de desenvolvedor, atualmente o registro custa US$ 25,00 por ano, e pode ser feito aqui.

Após o registro você terá acesso ao console do desenvolvedor, onde poderá cadastrar novos apps, fazer toda a configuração de exibição dos apps na loja, fazer upload do instalador do app, e finalmente, publica-lo. Mais detalhes sobre esse processo podem ser encontrados aqui.

Para quem utilizou uma das ferramentas para criação de apps mencionadas no início do post, o processo de publicação pode ser diferente. Algumas ferramentas só permitem que elas mesmas publiquem o aplicativo, e geralmente mediante o pagamento de uma taxa. Então nesse caso você terá que consultar qual a política de publicação da ferramenta utilizada.

Divulgação

Tão importante quanto a publicação do aplicativo, a divulgação é um passo essencial para se obter sucesso.

Logo após publicar o aplicativo provavelmente você conseguirá alguns downloads, fruto da divulgação automática feita para novos apps publicados. Mas depois disso, cabe a você conseguir mais usuários para o seu app.

Então divulgue entre os amigos, utilize as redes sociais, fóruns de discussão, crie uma Landing Page, enfim, existem diversas maneiras de divulgação que podem ser utilizadas. Aqui tem um artigo com 7 dicas para promover o seu app.

Conclusão

Com isso nós cobrimos todas as informações iniciais de como criar um aplicativo para Android. Não deixe de postar a sua opinião nos comentários, todo feedback e qualquer dúvida são muito bem-vindos.

Acompanhem o blog, e curtam os perfis nas redes sociais.

Até a próxima postagem.

Brax!!